Blockbuster à beira da falência: Culpa da Pirataria?

Blockbuster Sim, isso não é pegadinha, a gigante Blockbuster está perto de decretar sua falência e como as notícias nos mostram isso deve acontecer em Setembro. Segundo a empresa várias reuniões tem sido feitas com gigantes do cinema como Fox, Warner Bros, Paramount e Universal para tentar amenizar a dívida de 920 milhões de obamas e o prejuizo de cerca de 1,1 bilhão que a Blockbuster teve em 2008.

A gigante das locadoras, que já não andava bem das pernas por aqui nas terras tupiniquins também, acabou sendo comprada pelas Lojas Americanas e teve seus serviços incorporados a rede. A justificativa para a falência da gigante, segundo eles, se deve a pirataria e a concorrência forte dos serviços de locação digital de vídeos.

Mas será que no Brasil a culpa foi só da pirataria e serviços digitais? Farei uma breve análise de outros fatores que podem ter levado a gigante a ruina, aqui no Brasil. Confira.

Quando a gigante se instalou por aqui, todo o boom gerado em torno da marca mundialmente famosa de locação de vídeos acabou atraindo os clientes das locadoras de bairro para a Blockbuster, entretanto isso de certa forma também ocasionou a criação de uma bolha para a gigante dos vídeos.

Muitas locadoras pequenas faliram devido à concorrência desleal da Blockbuster, muitas delas estavam bem longe do local que a Blockbuster operava e sentiram o impacto da entrada da gigante no mercado, e agora a empresa também está decretando falência. Porque será?

Falta de logística e pesquisa do mercado nacional. Sim, algo simples, que não chega a ser condenável para uma pequena empresa mas muitas vezes fatal para uma grande empresa. Eles apostaram que iriam tomar o lugar de todas as locadoras de bairro, de certa forma tomaram, faliram várias, os clientes viram a novidade e encararam como algo de qualidade superior, que no final, era a mesma coisa. A marca então começou a decair depois que deixou de ser o “brinquedo novo” dos consumidores de vídeo.

Se você parar e pensar, o que na essência fazia você alugar um filme para ver em um final de semana? Comodidade. Aquele tratamento personalizado do dono da locadora, que muitas vezes indicava excelente filmes para você ver e a facilidade de você chegar ao local, uma rápida ida de carro ou até mesmo a , já que sua locadora geralmente era bem perto da sua casa.

E você acabou trocando isso por uma locadora longe da sua casa, não é mesmo? Salvo poucos que tiveram a felicidade (ou não) de ter uma Blockbuster instalada perto de sua residência acredito que para maioria estava situada em um local relativamente longe.

Com a falência de boa parte das locadoras de bairro, o acesso que era antes simples e fácil, passa a ser trabalhoso e demorado devido a má distribuição das Blockbusters pelo país, e sim, isso cansa o consumidor.

A Blockbuster pelo menos aqui na Zona Norte do Rio de Janeiro, apesar de ter se fixado em bons pontos comerciais, não se atentaram para a facilidade de ser acessada. Uma das lojas contava com um estacionamento precário de cindo carros, isso mesmo, cinco. Agora, se a idéia era oferecer conforto e comodidade para um final de semana com filme e pipoca, apenas cinco clientes, alguns bravos aventureiros vindos de terras distantes e poucos felizardos moradores de áreas adjacentes poderiam desfrutar.

Reparou que na verdade a Blockbuster acabou se tornando uma gigantesca locadora de bairro? Só quem morava perto podia acessar, eles conseguiram algo útopico e paradoxal, falir locadoras a milhas de distância e falir da mesma maneira que elas. Por quê? Porque o faturamento de uma locadora de bairro, é o suficiente para uma pequena empresa, mas não para uma transnacional. Simples assim.

Agora boa parte da culpa é jogada na pirataria e serviços digitais, será mesmo? Na minha opinião isso pode ser justificável lá nos EUA, porque aqui no Brasil a internet simplesmente não funciona.

Além de pouca difusão da internet e o que dirá de internet banda larga, o serviço aqui no país é extremamente precário e caro.

Leitor, você acha mesmo que um país que mal trafega dados, se comparado com os EUA, seria capaz de falir uma transnacional do porte da Blockbuster baixando filmes, seja alugando digitalmente ou de graça?

Provavelmente não, poucos usuário tem banda para tornar esse tipo de utilização da internet algo cômodo e fácil. Você deve ter pensado: mas as barraquinhas de DVD pirata não precisam de internet. Engano seu, elas pegam da mesma fonte, a internet, e acabam limitadas pelo serviço de baixa qualidade de internet no Brasil também, ou seja, até nossa pirataria é limitada.

Há pouco, as lojas americanas ao comprarem a gigante acabaram oferecendo um serviço de entrega de DVDs em casa através do pagamento de uma mensalidade.

É idéia excelente para o mercado brasileiro, você aluga o DVD pela internet recebe em casa, fica o tempo que quiser com ele e na hora de trocar, alguém vem buscar pra você. (não, isso não é propaganda, eu acho a idéia bacana mesmo.)

Notaram a grande diferença do posicionamento de marca? Isso era uma solução perfeita para o mercado brasileiro desde o início, iria trazer a comodidade via internet, ou até mesmo pelo telefone, porque não? Isso permitiria continuar suprindo a demanda offline e online, ganhando de ambos os lados, e aí sim, por em prática a exterminação das saudosas locadoras de bairro.

Mas já era tarde demais, outras empresas já tinham se atentado para isso, é o novo modelo de negócios que a gigante não foi capaz de se adequar a tempo para concorrer. Mas lembro que esse modelo digital ainda vai demorar para se popularizar por aqui, pelo menos até as concessionárias de telecomunicações, tomarem vergonha na cara e oferecerem um serviço de qualidade. Enquanto isso caro leitor, fico com a minha boa locadora de bairro enquanto ela durar, e você?

@ Estadão

15 thoughts on “Blockbuster à beira da falência: Culpa da Pirataria?

  1. Pingback: Tweets that mention Blockbuster à beira da falência: Culpa da Pirataria? | Crítica Privada -- Topsy.com

  2. Moro na Florida-USA, aqui a Blockbuster está kind of (mais ou menos) quebrando, mas não creio que se deve só a pirataria. Depois da crise econômica as pessoas pararam de gastar como antes e alugar um DVD por $5,00 ficou inviável, principalmente se vc considerar que ele pode ser comprado por 10 ou 12 dolares e que um DVD player simples custa entre 15 e 18 dolares. Somado a tudo isso a RedBox passou a oferecer nos supermercados (Publix e Walmart) aluguel de DVD’s a 1 dolar por dia o que terminou de arrebentar com a já capenga blockbuster. Mas de qualquer maneira eles estão se debatendo para não morrer. A Blockbuster, creio, que comprou os direitos da Redbox no Publix e passou oferecer os DVDs à 1 dolar na rede de supermercados e além disso tem também o sistema de assinatura, aqui lançado pela netflix, que por uma mensalidade envia os dvds pelo correio. É isso, espero ter contribuido, valeu.

    • opa, bacana as informações. Então ela ainda tem chance de voltar a crescer, esse serviço de entrega de dvds é muito bacana mesmo. Obrigado pelo comentário.

  3. Caraca! Que coincidência! Acabei de ler o papel da propaganda de entrega dos filmes em casa quando descobri, por acaso sua matéria! Concordo com você. Quando me filiei a Blockbuster foi mesmo pelo nome e pela falsa impressão da grande quantidade de filmes que existia. Doce ilusão. Minha antiga locadora possui tanto ou mais filmes que a própria Block.

    Além disso, os preços para locação de filmes são surreais em comparação às outras locadoras. Além de na minha “ex ex-locadora” dependendo da quantidade de filmes que eu pegue, se estende o prazo do aluguel. Na Block, tive o infortúnio de alugar, durante a semana, 4 filmes num dia para devolver no outro.

    Mas concordo que se ela conseguir se ajustar ao mercado, ela ainda consegue subir. Os preços dos pacotes pela internet são bastante viáveis. O mais básico os filmes saem a R$1,80 aproximadamente, o problema é que não atende a todas as cidades que têm Blockbuster.

    Parabéns pelo post
    Abraço

    • Legal ver o depoimento de um consumidor deles, o serviço de entrega é bom sim, mas como você falou, infelizmente não abrange todo território, sem dúvida uma marca como essa ainda tem chance de voltar a crescer. Obrigado pelo comentário.

  4. Bem feito, quem manda regular os filmes bons e somente publicar o hollywoodiano.

    Quem ja foi em uma sabe do clima altamente americanizado das lojas, nada comparado aquela locadora do bairro por exemplo, sem falar no preço altíssimo.

    Adeus Blockbuster, não deixará saudades.

  5. Cara, sua matéria até que é interessante, mas este teu jeito de formatar, salpicando palavras em negrito para-lá e para-cá é, no mínimo, irritante de ler. Para com isto é a sugestão que te dou.

  6. Bem, a internet aqui no brasil não funciona? Eu tenho GVT de 10mb, baixo filmes em menos de 10 minutos. Sim, baixo a 1mb por segundo. Isso por apenas 60 conto por mês…

    • É, mas vc está falando apenas por você. Quantas pessoas no país inteiro tem uma net com uma velocidade assim? Provavelmente 1% pra baixo.
      Aqui pra baixar filme só deixando de madrugada o PC ligado baixando.

      • que nada cara, felizmente a GVT ta crescendo bastante, é o melhor serviço de internet do Brasil e é realmente barato se vc parar pra comparar. 10mb de internet por 60 conto? Bem, aqui na Grande Vitória (ES) a GVT chegou faz menos de 1 ano foi impressionante como se espalhou. Não tenho certeza mas acho que não tem em São Paulo ainda… E ta chegando no Rio.

  7. Já faz uns 4 anos que venho baixando dvds. Mesmo assim, faz apenas uns 2 anos que parei de alugar filmes. Não é só a Blockbuster que faliu, as locadoras em geral estão falindo. Quem diz que a pirataria no Brasil é fraca está enganado. Quase todas as locadoras que acustumei a pegar filmes alugavam dvds piratas ,o que fazia o preço da locação baixar, que é mais um fator para a decadencia da BlockBuster. A mesma pirataria que levou a BlockBuster a falencia está levando as locadoras de bairro a falencia, afinal, é bem melhor comprar um dvd em definitivo por 3 reais do que alugar apenas para o fim de semana um dvd por 2 reais.

  8. “justificável lá nos EUA, porque aqui no Brasil a internet simplesmente não funciona.

    Além de pouca difusão da internet e o que dirá de internet banda larga, o serviço aqui no país é extremamente precário e caro.”

    a internet nao fuciona ?! hummm essa foi uma besteira e tanto. hj em dia vc consegue internet de 10mb por preço de banana.
    sem contar que nos bairros pobres esse valor e dividido em 5 casas.

    trabalho como TI. e sei bem como funciona esse “rolo” que e feito aqui no BR, mas a pirataria nao e so AKI no Brasil a China o maior pirateiro do mundo, exporta seus produtos piratas a grande escala.

    e o Brasileiro com a mania “há so esperto so Br malandro, vo cata tudo no Paraguai bagatela!! sí num funfá eu perdi poco mermo só 10 real por 50 dvd”

    de fato as locadoras compram filmes pelo valor de 100,00 CADA!!!. e ainda ter que contribuir nos impostos para o governo que nada faz a respeito.

    as produtoras nao abaixam o preço e as locadoras fazem absurdos com seu preço para poder “brigar” deslealmente contra a pirataria. cada vez mais vejo locadoras fechando aqui aonde moro, CWB.

    e cada vez mais Pirateiros fazendo suas vendas nas ruas. ai eu me pergunto vale a pena deixar de assistir um bom filme com a familia um pote com pipocas e aquele ar familia de ir a locadora escolher um filme ver gente diferente e as vezes ate axar akele filme perdido no fundo do bau que vc viu quando era criança?! na minha opniao NÃO.

    mas dizer que a pirataria no BR nao afeta as locadoras é fechar os olhos para a realidade e viver aki no mundo virtual achando que tudo e lindo, e achar que, o mundo la fora é de mentira.

  9. exelente post amigo,,,,pórem creio eu que a pirataria no brasil é sim em grande escala,com lucros altos para aqueles que a usam,e maior acesso as classes mais populares,que são a maioria no brasil,creio que se pensar em esala mundial a piratria e a internet é que está acabando com a blockbuster no mundo.não apenas aqui,mas a comcorrência que eles emfrentam hoje é real e desleal nos preços.mas quem mandou padronizar as locadoras,,,locadoras de bairro são boas por que cada uma delas tem o seu diferencial……espero que um dia grandes empressas como a block não cressão dessa forma a ponto de fechar pequenos comercios locais como as locadoras de bairo…..esse é o fim da block,,vão ter que começar do ZERO agora.

  10. Olá a todos,
    Acho que a extinção das “locadoras” é um fenómeno irreversível, e apesar da pirataria poder ter algo a ver com isso, não é a única culpada. Se analisarmos bem a situação, podemos atribuir as culpas ao progresso, pois, da mesma forma que o aparecimento das máquinas e a sua difusão em larga escala (durante a revolução industrial) acabou com muitos postos de trabalho e actividades que até aí eram desempenhados à mão, também a difusão da internet e o contínuo melhoramento das suas condições vai extinguir determinados tipos de actividade. Considero que combater o progresso é uma tarefa demasiado grande e impossível de se realizar. Claro que podem aprovar leis, tal como a PIPA e SOPA nos Estados Unidos, e abrandar um pouco a velocidade das coisas mas, com o tempo, irão verificar que é o mesmo que tentar fazer com que o curso de um rio se inverta – Impossível!!!
    Acho que seria mais proveitoso essas pessoas (editoras, cinema…) porem as cabeças a trabalhar no sentido de encontrar novas soluções para compensar os autores do seu trabalho, em vez de tentarem fazer valer a sua vontade contra a do resto do mundo, na tentativa de vergar o mundo à sua vontade e demonstrar que são eles os verdadeiros detentores do poder. Um abraço a todos de Portugal!

  11. Olá!
    Este post está um pouco antigo, mas eu vou descrever com olhos da época.
    O seu artigo tem fundamento, mas isso não é a maior causa da falência. A causa da falência é o mais óbvio mesmo, a pirataria (fisica ou digital) e serviços digitais.
    Digo isso, porque não só as grandes como Blockbuster estão falindo (ou já faliram), as pequenas estão falindo também. Cada vez menos se encontra locadoras pequenas e de “bairros”. Não é preciso internet consumir filmes piratas, existem camelôs adoidados vendendo filmes piratas e existem as cópia caseiras que acontece quando um tem um arquivo de filme ou dvd de filme e divide uma cópia com vários “amigos”. Mesmo a internet do Brasil não sendo lá aquelas coisas, os brasileiros são um dos maiores consumidores de internet, portanto muita pirataria digital obviamente “rola” . As vezes é mais rápido baixar um filme, do que percorrer um caminho até a locadora, que muitas vezes não tem o filme que você quer. Sem falar que se você tiver uma internet razoavel, você assiste filme streaming (youtube e megavideo da vida). Isto é uma vantagem que qualquer locadora do mundo, A PRATICIDADE. O serviços de internet no Brasil está engatinhando ainda, mas oferece mais praticidade e comodidade que qualquer locadora. Mas sabe usar o rapidshare e torrent, obviamente não vai querer pagar por filmes, sendo que a pirataria é um “crime” tolerado pela própria população.

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s