Duke Nukem Forever: 14 anos de desenvolvimento e contando

duke-nukem-foreverEssa lista é um resumo interessante sobre Duke Nukem Forever e o que me chamou mais a atenção não foi nem a demora de 14 anos de produção do jogo, mas sim ver algumas coisas que eles apresentaram nessa linha do tempo e pensar “Caramba, já faz tanto tempo?”

1991: Quando o primeiro “Duke Nukem” chegou ao PC como um jogo de tiro e plataforma em 2D, os Estados Unidos conheciam o Super Nintendo, que faria uma guerra ferrenha com o Mega Drive da Sega. A resposta desta veio no campo dos portáteis: saiu com o Game Gear, para fazer frente ao Gameboy, que reinava sozinho.

1993: Dois anos depois, a produtora lança a continuação, com visual aprimorado. No mesmo ano, a Intel apresenta ao mundo o processador Pentium e o Sega CD chega ao mercado americano. O fim de ano ainda ficou marcado pelo lançamento do 3DO.

1996: Em primeira pessoa, o visual de “Duke Nukem 3D” lembra o de outro clássico de sua época, “Doom”. Em meio a explosão da internet no Brasil, o portal UOL é lançado em 28 de abril, levando centenas de jovens a frequentarem as suas salas de bate-papo. No mesmo ano surge o ICQ, o primeiro comunicador instantâneo popular da internet, e também o Nintendo 64.

1997: Quando a 3D Realms anunciou “Duke Nukem Forever” em abril, o jogo previa a utilização do motor gráfico de “Quake II”. Nos computadores, a novidade era o processador Pentium II.

1998: O primeiro vídeo da mecânica foi revelado na E3, principal feira de games dos Estados Unidos. No mesmo país nascia uma das empresas de maior sucesso da era da internet: o Google. Do outro lado do mundo, mais precisamente no Japão, apareceu o Dreamcast, o último console fabricado pela Sega e que iniciou uma nova geração de consoles com gráficos ainda mais sofisticados.

1999: Após dois anos de atraso e uma nova geração de gráfico se iniciando, a 3D Realms resolveu mudar o motor para o Unreal Engine, que prometia um visual ainda mais aprimorado. Enquanto isso, a Microsoft lança o MSN Messenger, o grande rival do ICQ, e a terceira geração de processadores da Intel é lançada com o Pentium III.

2000: Após muitos atrasos, a Infogrames adquiriu a GT Interactive e os direitos do jogo passaram à produtora Gathering of Developers. Paralelamente, a Sony lança o PlayStation 2, segunda geração de sua linha de consoles que permite a reprodução de vídeos em DVD.

2001: Outro vídeo é divulgado em mais uma E3, com direito a uma cena de ação em Las Vegas. Enquanto isso, a Microsoft lança o seu primeiro console de videogames, o Xbox e também o sistema operacional Windows XP. No mesmo ano sai também o GameCube, da Nintendo, e o mundo se choca com os atentados de 11 de setembro nos EUA.

duke-nukem-forever2

2002: Com problemas financeiros, a Gathering of Developers fecha as portas e “Duke Nukem Forever” passa ao controle da Take-Two. Longe desses problemas, “The Sims” ultrapassa “Myst” como o jogo de PC mais vendido no mundo, com 6,3 milhões de unidades.

 2003: O presidente da Take-Two Jeffrey Lapin diz que a produção já lhe custou US$ 5,5 milhões e que o jogo sairia em 2004. Já a Sony anuncia a produção do PSP, primeiro portátil da família PlayStation. No mesmo ano, a Square anuncia a fusão com outra gigante dos RPGs, a Enix.

2004: O jogo não sai na data prevista e rumores apontavam que o jogo seria desenvolvido com motor gráfico de “Doom 3”, o que não aconteceu. Na internet, o Google lança o Orkut, comunidade virtual criada pelo turco Orkut Büyükkökten. No mesmo ano, sai também o seu grande rival, o Facebook, e o navegador Firefox. Nos games, a novidade é o lançamento do DS, o pequeno console de duas telas da Nintendo.

 2005: Rumores apontavam para uma aparição do jogo na E3 desse ano, mas a Take-Two não o levou. A demora é tanta que outra geração de consoles é iniciada com o Xbox 360, sucessor do seu primeiro console doméstico que apresenta gráficos em alta definição. O Google Earth e o Google Maps são lançados.

 2006: Após George Broussard afirmar que o jogo sairia quando “porcos voarem”, a Take-Two oferece um bônus de US$ 500 mil caso o jogo fosse lançado até 31 de dezembro desse ano, mas a 3D Realms não consegue entregar o projeto. Na internet, a moda é o Twitter, o microblog de até 140 caracteres. No mesmo ano, a AMD anuncia a compra da ATI e a Nintendo lança o Wii.

2007: Visando acelerar a produção do game, a 3D Realms contrata novos profissionais e divulga um teaser com um Duke ainda mais realista. Enquanto isso, a Apple lança o iPhone, smartphone com tela multitoque e funções de internet. A Microsoft lança oficialmente o Windows Vista nas lojas. Começa a era dos processadores de dois núcleos, com o Pentium Dual Core.duke-nukem-forever3

 2008: Imagens e vídeos da mecânica são liberados, mostrando um jogo realmente atualizado para a nova geração de consoles de alta definição. O navegador Netscape ganha a sua última versão, 9.0.0.6. Ela marcou o fim do programa criado em 1994. Já o Google anuncia o lançamento de seu navegador, o Chrome.

 2009: 3D Realms fecha as portas, se despede do publico e aguarda uma possível venda dos direitos do jogo. Falando em morte, a despedida do Rei do Pop Michael Jackson em 25 de junho causa um dos maiores tráfegos de internet já registrados desde a história da rede. O sistema operacional Windows 7 chega aos consumidores.

 2010: A Gearbox assume a produção do jogo e reanuncia o seu lançamento durante o evento Penny Arcade Expo 2010. Sinal dos tempos, as placas de vídeo Radeon perdem a marca ATI e passam a ser distribuídas definitivamente sob o selo AMD. Nos videogames, o destaque é o anúncio do 3DS e do novo modelo do Xbox 360.

 2011: Adiado mais uma vez, “Duke Nukem Forever” agora é esperado para 14 de junho. Já a Sony anuncia o lançamento do NGP, seu novo portátil para substituir o PSP. Já a Nintendo confirma o seu próximo console, em versão jogável para a E3, em junho. O ano também promete ser dos tablets, com empresas como Sony, Motorola e Samsung tentando destronar o iPad 2, da Apple

@UOL Jogos

[Piada_Interna] Aposto que alguém nas produtoras sempre fala quando começam “Ah! Piece of cake” [/Piada_Interna]

One thought on “Duke Nukem Forever: 14 anos de desenvolvimento e contando

  1. Pingback: Duke Nukem Forever: 14 anos de desenvolvimento e contando … | Telecomunicações no Brasil

Comente!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s