Amanda Gurgel, educação e a verdade de uma professora

Em uma audiência pública a respeito da educação no Brasil, uma professora realizou um discurso que simplesmente classifico como a grande verdade do professor e da educação no Brasil. Amanda Gurgel é o nome dessa profissional da educação e a audiência ocorreu no Rio Grande do Norte.

Para quem conhece profissionais na área da educação e acompanha a rotina de perto, sabe que essa situação é compartilhada em todos os estados brasileiros, e em alguns, muito pior que isso.

Enquanto estamos nos preocupando com números, nossas crianças atualmente crescem analfabetas e o pior, ganham diploma por isso e engordam as estatísticas de alunos com ensino “completo”. Presencio de perto a rotina de um professor e tenho contato com certos fatos a respeito das condições de vida e de estudo das crianças em escolas públicas que geram em mim um misto de pena e revolta.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=yFkt0O7lceA]

Nossos governantes atualmente andam muito preocupados em oferecer bolsa-esmola, comprar equipamentos de tecnologia e enviar para escolas que muitas vezes nem possuem espaços ou pessoal capacitado para utilizar os mesmos, para ficarem encostados em um armário.

É óbvio que uma boa estrutura escolar conta e muito para o aprendizado, mas essa prática é apenas para “inglês ver”, uma fachada como se alguém realmente se importasse. Será que você anda votando certo?  Continue lendo que tem mais por aí.

Continue lendo

Rock in Rio: Eu não vou…nem de graça

Atualmente se utilizam do argumento que no Brasil é “tudo misturado” como forma de justificar outros estilos musicais no festival (@Veja), sem dúvida eu concordo e não teria problema algum se um festival de música mista fosse organizado, entretanto, o próprio nome desse aqui já diz para o que ele deveria ter vindo.

Uma postura bem incoerente que não agradou muitos que curtem rock, afinal, você não vê nenhum festival de outro estilo completamente distinto mesclado com banda de rock com frequência, vê? Porque tem que acontecer o contrário? Simplesmente dinheiro, meu amigo. O rock não tem audiência para fazer frente das músicas mais populares, a necessidade de fazer dinheiro dos idealizadores do evento acabou soando como uma falta de respeito aos amantes do rock.rock-in-rio-nao-vou

Nós sabemos também que esse tipo de postura não é nova no Rock in Rio, mas essa edição foi um pouco além do que aconteceu nos outros, aparentemente. Esse post não é para recriminar outros estilos musicais, afinal, música é algo de momento e de gosto, eu mesmo escuto de rock a samba. Parece que a galera não entendeu o conceito de uma marca, um festival como esse poderia ter qualquer nome, menos Rock in Rio (que já passou longos períodos sendo realizado fora do Rio, inclusive).

Acho que essa expectativa gerou na galera que é mais extremista em relação aos seus gostos musicais  um certo sentimento de revolta (o que é besteira, mas enfim). Vai quem quer, até porque a programação é anunciada previamente, mas é pela incoerência, aparente falta de respeito e transparência com o público que eu vou…ficar em casa, é claro. Qual sua opinião sobre o assunto, caro leitor?

Copa 2014, Argentino xinga Brasil e suas cidades em vídeo

O que falar de um cidadão desse? Ofendendo o Brasil e suas cidades por nada, aliás, por causa de futebol? Tendo como ídolo máximo, um jogador que foi usuário de drogas explicitamente durante tantos anos, o achando o ídolo de uma nação e usar isso como um argumento para ofender as cidades brasileiras? Que tipo de visão distorcida é essa?

Ter um ídolo como inspirador de uma nação e das crianças, que foi o que foi, e de forma tão clara na mídia, é como apoiar um comportamento do mesmo tipo, algo que eu acredito que nenhuma pessoa, independente da cultura ou país, em sã consciência, considere aceitável.

Maradona jogou bola? Jogou. Pelé foi melhor? Talvez sim, talvez não, isso é uma discussão que nunca acaba. A rivalidade Brasil x Argentina é sem dúvida algo muitas vezes engraçado, mas qual o ponto desse vídeo?

Não dá pra ter uma figura com valores tão deturpados como ídolo inspirador de um país, cai na real aí, ô Argentino. Maradona lá é exemplo de alguma coisa? Só porque o Brasil está com problemas para entregar as obras no prazo para a copa de 2014 é motivo para ofensas gratuitas?

Carl Sagan, uma fábula reconfortante

Nesse vídeo temos uma reflexão a respeito da vida, nossos valores, religiões e como encaramos nossos jeito de viver com nossa suposta grandeza prepotente perante o universo. Sou um grande admirador dos textos do Carl Sagan, e já postei aqui os outros dois capítulos que você pode ver em Carl Sagan, o universo e a reflexão da vida. Dê play e reflita.

A série de Carl Sagan, tem sido feita e legendada pela galera do BuleVoador.